O Cremego alerta que a participação dos médicos nos grupos de compras, que se transformaram em um modismo na internet, fere o Código de Ética Médica

 

A oferta de produtos e serviços com descontos de 50%, 70% ou até mais através de grupos de compras se transformou em uma verdadeira febre na internet. A cada momento, surge um novo site com ofertas que vão de jantares japoneses a tratamentos estéticos. Tudo a “preços imbatíveis”.

 

Muitos médicos já estão sendo procurados por esses sites para anunciarem seus serviços e, assim, em troca dos descontos nos honorários “receberem milhares de novos clientes”.

 

O Cremego alerta que a participação dos médicos nesses grupos de compras fere o Código de Ética Médica, que em seu artigo número 58 veda ao profissional exercer a profissão de forma mercantilista. “E a oferta promocional de desconto é um ato mercantilista”, explica o presidente do Cremego, Salomão Rodrigues Filho.

 

Os médicos que infringirem essa determinação estarão sujeitos às punições previstas em lei.

 

Confira o que diz o Código de Ética Médica

Capítulo VIII

Remuneração Profissional

É vedado ao médico

Artigo  58 – O exercício mercantilista da Medicina

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.