O secretário Municipal de Saúde de Goiânia, Elias Rassi Neto, visitou o Cremego no dia 6 de abril, onde se reuniu e ouviu reivindicações de médicos de serviços de saúde da capital. O presidente do Conselho, Salomão Rodrigues Filho, o secretário Fernando Pacéli Neves de Siqueira, e o diretor de Fiscalização, Ciro Ricardo Pires de Castro, intermediaram o diálogo.

A primeira reunião foi com coordenadores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que se queixaram da supervisão do trabalho dos médicos por profissionais de outras áreas. Um problema, que fere o Código de Ética Médica, e que o secretário se comprometeu a sanar.

A assistência psiquiátrica na capital foi o tema da segunda reunião. O titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) assegurou que nenhuma unidade será fechada. “Vamos, sim, ampliar os serviços”, disse Elias Rassi, que, em seguida, ouviu as reivindicações de um grupo de médicas do Ciams do Jardim América.

Elas relataram os problemas enfrentados na unidade, como a falta de materiais, superlotação e dificuldades de encaminhamento de pacientes. Aberto o canal de negociações, o secretário agendou uma reunião no Ciams com o corpo clínico da unidade.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.