A Assembleia Geral Extraordinária (AGE) dos médicos vinculados à Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia, convocada pelo Simego e realizada no dia 9 de agosto do auditório do Cremego, aprovou o encaminhamento da pauta de reivindicações da categoria ao secretário de Saúde da capital, Elias Rassi Neto. Os médicos também decidiram manter a assembleia em caráter permanente e na próxima quarta-feira, 17 de agosto, voltam a se reunir no Cremego às 19 horas, quando votarão o indicativo de greve, caso as reivindicações da categoria não sejam aceitas.

A pauta encaminhada pelo Simego à Secretaria Municipal de Saúde, que inclui reivindicações como a melhoria das condições de trabalho nas unidades de saúde, a contratação de médicos para o cargo de diretor técnico dessas unidades, a participação dos médicos no agendamento das consultas e o pagamento do piso salarial da Federação Nacional dos Médicos (Fenam) – atualmente calculado em R$ 9.188,22 para uma jornada de 20 horas semanais –, já tinha sido apresentada ao secretário na plenária temática promovida pelo Cremego no dia 14 de julho.

O presidente do Cremego, Salomão Rodrigues Filho, participou da AGE ao lado do presidente do Simego, Leonardo Mariano Reis. O Conselho vai continuar acompanhando as negociações entre o Sindicato e a Secretaria.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.